quarta-feira, 5 de março de 2014

Sequencia Didática - Industrialização do Brasil




AULA 15
Brasil: Indústria

O Brasil, apesar de ser subdesenvolvido é industrializado. Apresenta um parque industrial bastante diversificado.    

  • Em outras épocas da história as atividades econômicas se baseavam na agricultura e no comercio
  •       Em nossa época, a indústria é o setor dominante da economia.
  •       Importância da indústria para a sociedade moderna – gera empregos e dinamiza a economia.
Ela é responsável pela produção dos bens destinados ao consumo, além de estimular atividades complementares, como o fornecimento de matérias primas, o desenvolvimento do setor dos transportes, do comércio e dos serviços (bancários, segurança, alimentação).


TIPOS DE INDÚSTRIA

Indústrias de bens de produção – ou indústrias de base – são o alicerce da industrialização.
São aquelas que elaboram a matéria prima e se voltam para o abastecimento de outras indústrias.
Ex: as siderúrgicas, as empresas de mineração, indústrias de químicas pesada, petroquímica, maquinas agrícolas e industriais.

Este tipo de indústria requer uma localização próxima ás fontes de matéria prima.
O Estado tem grande participação neste setor em grande parte estratégico, que requer grandes investimentos com retorno á longo prazo.
 
Indústrias de bens de consumoou indústrias leves
Aquelas que produzem diretamente para o mercado consumidor, utilizando de bens provenientes das indústrias de base , ou dos recursos ligados a agricultura.

Localizam-se mais próximo dos mercados consumidores. São subdivididas em indústrias de bens de consumo duráveis e de bens não duráveis.
-      Indústrias de bens de consumos duráveis – são aquelas que fabricam mercadorias não perecíveis.
Ex: Automobilística, a de material elétrico , a de eletroeletrônicos , a de comunicação.   
-      Indústrias de bens não duráveis – são aquelas que produzem mercadorias de primeira necessidade e consumo generalizado, como produtos alimentares, têxteis, de vestuário, de remédios, etc.



Fatores importantes para a localização das indústrias.
-    Proximidade de matéria prima (as indústrias de base, que utilizam grandes quantidades)
-    Oferta de energia
-    Mão de obra disponível (Barata em muitos casos – Qualificada em outros casos)
  Mercado consumidor (indústria de bens de consumo)
-    Boa rede de transportes (para trazer a matéria prima e depois, escoar a produção)
-    Isenção de impostos (a “guerra fiscal” entre os Estados para atrair indústrias)
-    Legislação ambiental (indústrias poluentes, procuram lugares onde a legislação é mais fraca)
-    Organização Sindical (encarecendo a mão de obra)

Evolução histórica da indústria no Brasil

 - A cafeicultura – foi importante pois contou com o trabalho dos  imigrante
– permitiu a expansão malha ferroviária e a melhoria das condições dos portos
- permitiu o acumulo de capitais. Com a crise do café este capital acumulado foi reinvestido no setor industrial.

- As guerra mundiais – interferiram no desenvolvimento da industrialização brasileira por que a Europa esta em conflito.
- dificuldade de importação dos produtos europeus, obrigando os governos a incrementar políticas de substituição de importações. Produzir aqui no país os bens que a população necessita.

- Os governos de Getúlio Vargas – dirigindo investimentos estatais para o desenvolvimento das indústrias de base – Siderúrgica CSN (1942) – Vale do Rio Doce (1943)– Petrobras (1953)

- Governo JK – com o seu plano de metas (desenvolver a infraestrutura do país - energética, de transportes) atraindo indústrias para o país – indústrias de bens consumo duráveis – automobilística.

- Governos Militares – importantes porque continuaram a atrair o capital estrangeiro. A criação da Zona Franca de Manaus ( empresas de capital estrangeiro).
Ênfase para as indústrias de tecnologias mais avançadas - evolução no setor aeronáutico, aeroespacial e bélico.

- As Políticas Neoliberais dos anos 90 – com os governos cedendo ás pressões das grandes corporações para uma maior abertura à entrada de produtos estrangeiros em nosso mercado consumidor, e também as pressões para a derrubada de alguns “obstáculos” como: taxas alfandegárias; cotas de importação; e o fim do monopólio do Estado sobre atividades econômicas, forçando o Estado a privatizar varias de suas indústrias e serviços (telecomunicações, eletricidade, RFFSA, Mineração, etc.).  

            A industrialização do Brasil trouxe algumas melhorias para a população. Junto com a industrialização se deu também o processo de URBANIZAÇÃO do Brasil.
Chamamos essa evolução do setor industrial no Brasil de ”modernização do país !” Porém, é importante observar que essa modernização pela qual o Brasil passou não trouxe benefícios para toda a população. O processo de modernização do Brasil foi excludente e concentrador! Se nós observarmos os aspectos econômicos e sociais, podemos falar na existência de 2 “Brasis”. Notamos a concentração industrial no Sudeste e Sul do país.



Distribuição geográfica das indústrias no Brasil


- O grande destaque é a região sudeste – A grande São Paulo; Campinas; a baixada Santista;
a grande Belo Horizonte e o Quadrilátero Ferrífero, Rio de Janeiro e Vitória.
- no sul temos: a grande Porto Alegre, a grande Curitiba; o Vale do Itajaí em Santa Catarina,
- no nordeste: a região de Salvador (petróleo em Camaçari), e os pólos industriais de Recife e Fortaleza.
-no norte: Indústrias de extração mineral no Pará e a Zona Franca de Manaus ( indústrias de eletroeletrônicos).

         Um fato que merece destaque é que a INDÚSTRIA moderna, para obter lucros e produtividade em grande escala, esta cada vez mais poupando mão de obra.

O setor industrial brasileiro chega incomodar outros países, que começam a adotar taxas e cotas de importação para os produtos brasileiros, prejudicando o desenvolvimento da nossa economia.

Globalização - Geografia em canção



Disneylândia
Autor: Titãns e Arnaldo Antunes
Filho de imigrantes russos casado na Argentina com uma pintora judia, casou-se pela segunda vez com uma princesa africana no México.
Música hindu contrabandeada por ciganos poloneses faz sucesso no interior da Bolívia.
Zebras africanas e cangurus australianos no zoológico de Londres.
Múmias egípcias e artefatos íncas no museu de Nova York.
Lanternas japonesas e chicletes americanos nos bazares coreanos de São Paulo.
Imagens de um vulcão nas Filipinas passam na rede de televisão em Moçambique.
Armênios naturalizados no Chile procuram familiares na Etiópia,
Casas pré-fabricadas canadenses feitas com madeira colombiana, Multinacionais japonesas instalam empresas em Hong-Kong e produzem com matéria prima brasileira para competir no mercado americano.

Literatura grega adaptada para crianças chinesas da comunidade européia.
Relógios suíços falsificados no Paraguai vendidos por camelôs no bairro mexicano de Los Angeles.
Turista francesa fotografada seminua com o namorado árabe na baixada fluminense.
Filmes italianos dublados em inglês com legendas em espanhol nos cinemas da Turquia.
Pilhas americanas alimentam eletrodomésticos ingleses na Nova Guiné.
Gasolina árabe alimenta automóveis americanos na África do Sul.
Pizza italiana alimenta italianos na Itália.
Crianças iraquianas fugidas da guerra não obtém visto no consulado americano do Egito para entrarem na Disneylândia.


QUESTÕES:
1) Encontre na letra da música um exemplo de internacionalização do Capital ou da produção industrial.

2)  Retire da música uma frase para cada tipo de fluxo que ocorre no mundo globalizado (fluxo de mercadorias, de    informações e de pessoas).

3) Qual é o papel da tecnologia e dos transportes para  a globalização?
SEQUENCIA DIDÁTICA







Um Planeta, Dois Pólos, Três Mundos,Quatro Décadas...

Primeira Foto da Terra tirada do espaço (tirada na dec. 1960)


José Alexandre Gonçalves
Universidade Estadual de Ponta Grossa
2012



Geopolítica                                                    Colégio Estadual Wolff Klabin – Telêmaco Borba-Pr
AULA 1
A Era do Medo: o pós guerra e a bipolaridade
 

Imagine
Jhon Lennon (1971)



Imagine there's no countries
It isn't hard to do
Nothing to kill or die for
And no religion too
Imagine all the people
Living life in peace

Imagine não existir países
Não é difícil de fazê-lo
Nada pelo que lutar ou morrer
E nenhuma religião também
Imagine todas as pessoas
Vivendo a vida em paz


Acabou a II Guerra Mundial e você deve estar pensando: “a humanidade só quer saber da paz!”; certo?

Vamos iniciar o nosso percurso aprofundando as reflexões sobre os inúmeros embates que a partir de 1945 marcaram as relações entre os Estados Unidos (EUA) e a extinta União Soviética (URSS) e que acabaram envolvendo todo o cenário internacional.



Terminada a II Guerra Mundial, com a explosão da bomba atômica, ocorre a rendição das nações que formavam o Eixo (Alemanha, Itália e Japão). Os lideres das potencias vencedoras do conflito (os Aliados – EUA, Inglaterra e URSS) passaram a se reunir numa série de conferencias para pensar e discutir as medidas a serem tomadas em relação à nova situação da política mundial. Ao final da guerra a economia inglesa estava muito abalada e os dois paises que podiam dizer que haviam vencido a guerra eram os EUA e a URSS, que nas quatro décadas posteriores iriam disputar a hegemonia mundial.

Os projetos da URSS e dos EUA para a Alemanha que perdeu a guerra, e para outras regiões da Europa e do mundo eram antagônicos, uma vez que as bases político econômicas de ambos eram divergentes (URSS – Socialista ; EUA – Capitalista). Neste contexto, a Alemanha foi dividida em Alemanha Ocidental (capitalista) e Alemanha Oriental (socialista).
O historiador Eric Hobsbawm  afirma que a Segunda Guerra Mundial mal termina quando a humanidade mergulhou no que se pode encarar, razoavelmente, como uma Terceira Guerra Mundial (HOBSBAWM 1995, p. 224). Isso porque em 1947 os EUA apresentaram as bases da Doutrina Truman e o Plano Marshall como estratégia para isolar a URSS impedindo o avanço as idéias socialistas para outros paises. Em resposta, os soviéticos ocuparam todo o leste europeu, alegando a necessidade de manter a segurança junto as suas fronteiras. Fato que Winston Churchill, primeiro ministro britânico chamou de “Cortina de Ferro”, pois claramente separava o que seria a Europa Ocidental da Europa Oriental.  Com esses primeiros desentendimentos diplomáticos estava iniciada o embate entre as duas superpotências; a primeira fase da Guerra Fria que durou de 1947 a 1960. Uma disputa ideológica que em algumas ocasiões se deflagrou nos campos de batalha e que repercutiu em todos os cantos do mundo.

(fonte: http://colegioprevestdeitaberai.blogspot.com.br/2010/10/guerrafria.html)
Acesso em 16/04/12.


>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>><<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<< 
É importante lembrar:


-Capitalismo:
Propriedade privada e livre iniciativa
Sociedade dividida em classes
Trabalho assalariado – Observar a mais-valia
Lucro

-Socialismo:
Fim da propriedade privada e coletivização dos meios de produção
Economia planificada
Gerenciamento da produção pelos trabalhadores (cooperativas)


<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
Para pensar:


1 – De que maneira a Guerra Fria repercutiu politicamente no Brasil e em outros países da periferia do mundo?


 

 

Outros fatos da primeira fase da Guerra Fria
Alem da Doutrina Truman, do Plano Marshall, da divisão do território alemão e da formação da “Cortina de Ferro”, a bipoalridade mundial e a disputa ideologia entre comunismo e capitalismo ficou maior quando em 1949, sob a liderança dos EUA foi criada a OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) que visava o  estabelecimento de um aliança de cooperação militar dos países ocidentais (capitalistas). O leste europeu (comunista) se organizou militarmente com o Pacto de Varsóvia. Os objetivos destas organizações era impedir a expansão dos sistemas socialista e capitalista respectivamente.



A tensão que caracterizou este primeiro período da Guerra Fria se deu em razão de que a URSS adquiriu armas nucleares já em 1949. A ameaça de ataque nuclear passa a fazer parte do jogo político e militar entre as duas superpotências. O conflito Leste x Oeste é chamado de Guerra Fria, porque não chegou a ocorrer uma batalha entre EUA e a URSS pois se isso realmente ocorresse poderia levar ao suicídio da civilização devida a quantidade de armamentos de ambos os lados. Os conflitos existiram na periferia do mundo e estavam lá as “mãos” americanas e soviéticas disputando espaço.  Necessariamente os países do mundo tiveram que se alinhar política e economicamente a uma ou outra potencia. A partir da década de 50, por tanto, formava-se a regionalização dos países em “três mundos”:
·          Primeiro Mundo: formado pelas ricas nações capitalistas
·          Segundo Mundo: países que adotaram o sistema socialista
·          Terceiro Mundo: países capitalistas pobres (periferia; antigas colônias)

A Guerra da Coréia (1950-1953) refletia muito bem este contexto de disputa ideológica e alinhamento político.











_____________________________________________________________________________________________________________
Não se esqueça:
Plano Marshal: Programa de Recuperação Européia, foi o principal plano dos Estados Unidos para a reconstrução dos países aliados da Europa nos anos seguintes à Segunda Guerra Mundial.
Doutrina Truman: um conjunto de práticas do governo norte americano, em escala mundial, que buscava conter a expansão do socialismo junto aos chamados "elos frágeis" do sistema capitalista.
Cortina de Ferro: expressão usada para designar a divisão da Europa em duas áreas de influência político-econômica distintas: Europa Ocidental capitalista, Europa Oriental zona de influencia sovietica.
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
Atividades (faça em seu caderno)


1- Discorra sobre as diferenças, apenas do ponto de vista econômico, entre capitalismo e socialismo.

2- São áreas que formavam o Terceiro Mundo:
01. Leste Europeu
02. América Latina
04. Oriente Médio
08. Oceania
16. África
32. Sudeste Asiático
_____ TOTAL
3. Por que a expansão do socialismo na Europa era Importante para a URSS?

4. Quais foram as ações que visavam conter a expansão socialista na Europa e no mundo?

5. Explique o significado do título desta aula: “A Era do Medo”.




:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
Vestibular
1. (UFMS) Assinale a alternativa que melhor define a Guerra Fria.
 a) Política de “paz armada”, desenvolvida pelas potências internacionais no período que antecedeu a Primeira Guerra Mundial, da qual resultaram tratados de alianças como a Tríplice Entente e a Tríplice Aliança.
b) Estado de tensão permanente entre o bloco capitalista, liderado pelos Estados Unidos, e o bloco socialista, liderado pela União Soviética, resultante da disputa entre essas duas potências por uma posição hegemônica no contexto internacional, no período posterior à Segunda Guerra Mundial.
c) Tensão militar ocorrida entre Inglaterra e Alemanha, no final do século XIX, motivada pela disputa, entre os dois Estados Nacionais, pelo controle do comércio do Mar do Norte.
d) Estratégia desenvolvida pelos Estados Unidos, no âmbito de sua política internacional, visando conter a expansão imperialista da União Soviética, nação que emergiu da Segunda Guerra Mundial como a maior potência econômica e militar do mundo.
e) Choque ocorrido entre os países industrializados europeus entre o final do século XIX e o início do século XX, em razão da disputa por colônias na África e na Ásia.
 

Geopolítica                                          Colégio Estadual Wolff Klabin – Telêmaco Borba-Pr
AULA 2
A “Paz Armada” , a segunda fase da Guerra Fria
 

É notório que toda a arte está sempre atrelada ao momento em que foi produzida, pois todos os tipos arte, com suas tendências e estilos estão inseridas em uma época ou período histórico especifico. Nos anos 60, muitos jovens passaram a contestar a sociedade e a pôr em causa os valores tradicionais e o poder militar e econômico. Esses movimentos de contestação iniciaram-se nos EUA, impulsionados por músicos e artistas em geral.

Na seqüência, vamos ouvir e analisar letras de outras canções que foram escritas no final da década de 1960 e inicio da década de 1970, portanto, bem no período de efervescência de conflitos regionais que envolviam as ideologias opostas: capitalismo X socialismo.  Perceba o sentimento de revolta e contestação da juventude da época para com a guerra que já não fazia mais sentido.
.....................................................................................................................................................................................
Imagine
Jhon Lennon (1971)


Imagine there's no countries
It isn't hard to do
Nothing to kill or die for
And no religion too
Imagine all the people
Living life in peace…

Imagine não existir países
Não é difícil de fazê-lo
Nada pelo que lutar ou morrer
E nenhuma religião também
Imagine todas as pessoas
Vivendo a vida em paz...



................................................................................................................................................................................


Knockin' On Heaven's Door
Batendo Na Porta do Céu
Bob Dylan (1973)


Mama, take this badge from me
I can't use it anymore
It's getting dark too dark to see
Feels like I'm knockin' on heaven's door

knock-knock-knockin' on heaven's door
knock-knock-knockin' on heaven's door…

Mamãe, tire esse distintivo de mim
Eu não posso mais usá-lo.
Está ficando escuro, escuro demais para ver
Me sinto como se estivesse batendo na porta do céu

Bate bate bate na porta do céu
Bate bate bate na porta do céu...


....................................................................................................................................................................................................................................................



Era Um Garoto que como eu ama os Beatles e os Rolling Stones

Os Incríveis (versão  de 1967)

Era um garoto que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones
Girava o mundo sempre a cantar as coisas lindas da América
Não era belo mas mesmo assim havia mil garotas a fim.
Cantava Help and Ticket to ride, oh! Lady Jane and Yesterday.
Cantava viva à liberdade, mas uma carta sem esperar
Da sua guitarra o separou, fora chamado na América.
Stop! Com Rolling Stones, stop! com Beatles songs.
Mandado foi ao Vietnã, brigar com vietcongs.
Tatá-ratatá...
Era um garoto que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones
Girava o mundo mas acabou, fazendo a guerra do Vietnã
Cabelos longos não usa mais, nem toca a sua guitarra e sim
Um instrumento que sempre dá a mesma nota ra-tá-tá-tá
Não vê amigos, nem mais garotas, só gente morta caída ao chão.
Ao seu país não voltará, pois está morto no Vietnã.
Stop! Com Rolling Stones, stop! com Beatles songs
No peito um coração não há, mas duas medalhas sim.


E ai curtiu as músicas? São bastante conhecidas não é!

1- Qual é a mensagem que Lennon queria transmitir?
2- Que situação é narrada na canção Knockin on Heaven’s Door? 
Ficheiro:Peace symbol.svg

Disponível de: http://pt.wikipedia.org/wiki/Hippie, acesso em 10/04

E esse simbolo, você sabe o que significa?
Mas talvez não saiba o porque ele foi criado.
É um logotipo de uma campanha Antinuclear!

·          Faça uma pesquisa sobre os Hippie para conhecer os ideais deste movimento que marcou os anos 60 e 70, e analise se existe uma relação com o periodo histórico que estamos estudando. Prepare um “esquema” em tópicos e traga para discussão na proxima aula.


3- Na canção “Era um garoto...” quais caracteristicas descritas revelam o
    estilo de vida do jovem da época?
4- Na Guerra Fria nos seus varios conflitos regionais como no Vietnã, morrer pelo pátria era um honra?
 

Fatos que marcaram os anos 60
·          A construção do Muro de Berlim em 1961 para evitar a fuga de alemães da Berlim Oriental (soviética) para o lado capitalista da Alemanha, foi o maior símbolo da bipolaridade.
·          A crise dos mísseis em 1962, quando a URSS decidiu instalar em Cuba uma base de mísseis nuclear. O momento foi de grande tensão, provocando pânico na população, com a probabilidade real de uma guerra.
·          No mundo capitalista, a década de 60 foi  chamada de “anos dourados” pois no campo econômico o Estado estava promovendo varias mudanças oriundas do Welfar State, portanto foi uma década de otimismo.  
·          Os regimes ditatoriais em vários paises do Terceiro Mundo temendo o “perigo” comunista.
·          Guerras locais decorrentes da descolonização. Dentre outras, Angola, Moçambique, Etiópia e a mais famosa de todas a do Vietnã (1959-1973). Nestes exemplos os países tornaram-se socialistas e foi muito difícil pois os governos sofreram com as deficiências estruturais deixadas pela colonização e pelos muitos anos de guerra.
·          Os conflitos Árabe-Israelenses, com os EUA apoiando Israel e os soviéticos armando os árabes. 
·          Os serviços de inteligência: CIA (Agencia Central de Inteligência) serviço secreto norteamericano; KGB (na sigla em russo, Comitê de Segurança do Estado) exerciam os serviços de espionagem dentro e fora de seu país. Cada uma destas instituições atuava no abtenção de informações secretas por meio da espionagem, infiltrando seus agentes em muitos países.
·          A corrida espacial: esse investimento era estratégico, pois os foguetes utilizados nos lançamentos de espaçonaves e satélites podiam ser utilizados para lançar mísseis nucleares a longas distâncias.
Sputnik I – 1º satélite soviético colocado em órbita em 1957.
Yuri Gagarin – primeiro homem enviado ao espaço em 1961.
Apolo 11 – astronave norteamericana que chegou a Lua em 1969.


:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
ATIVIDADES.
1- Em sua opinião, existe alguma justificativa para se utilizar uma bomba atômica? Explique sua resposta.
2- Explique o que foi a crise dos mísseis.
3- Quais as intenções dos EUA e da URSS em se envolver nas guerras de descolonização na África?
4- De acordo com a explanação cite dois fatos que simbolizam a corrida espacial. Qual era o interesse em jogo?

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
VESTIBULAR


1.(PUCGO) As duas grandes marcas do século XX foram as guerras mundiais e o socialismo, ocasiões que geraram um terceiro grande fenômeno: a Guerra Fria, em que a moldura de uma ordem mundial bipolar se baseava na rivalidade entre os EUA e a União Soviética. Analise as proposições seguintes sobre as grandes transformações do século XX:

I - A partir de 1945, o mundo esteve dividido, predominantemente, em blocos de países sob influência dos EUA e da União Soviética, que entraram em confronto de forma direta, o que levou o mundo a temer o deflagrar de uma guerra nuclear iminente.
II - No Plano Marshall encontra-se a origem da Guerra Fria. Esse Plano representou a resposta americana à crise europeia, por meio do financiamento americano da reconstrução da Europa.
III - O zênite da Guerra Fria aconteceu no momento em que duas graves crises colocaram à prova a resolução das duas superpotências e comprovaram o perigo de uma guerra total. Trata-se da crise de Berlim, em 1961, e a crise dos mísseis em Cuba, em 1962.
IV - Por consequência do fim da Guerra Fria e da queda o muro de Berlim, o socialismo definitivamente deixou de existir e de orientar a política de diversos países.
V - Pode-se concluir que, para o quadro histórico do final do século XX e início deste século, tanto o socialismo quanto o capitalismo conseguiram consolidar diretrizes para os graves problemas socioeconômicos e políticos que afligem a humanidade.

Após a análise das proposições, assinale a alternativa verdadeira:

a ) Apenas o item III é correto.
b) Os itens II e III estão errados.
c) Apenas o item V é correto.
d) Os itens II e III estão corretos.

2. UEPB) Em relação à Guerra Fria, que teve como marco inicial o fim da II Guerra Mundial e o seu término simbolizado pela queda do Muro de Berlim, pode-se afirmar:
I. A Guerra Fria foi um confronto nuclear direto entre os Estados Unidos e a União Soviética.
II. Os países latino-americanos foram diretamente afetados por esse confronto ideológico, com a implantação de ditaduras militares, cuja finalidade era evitar a expansão do comunismo nesses países.
III. Países como a Coréia e o Vietnã tiveram seus territórios divididos por sangrentas guerras que separaram capitalistas e comunistas, alinhados respectivamente aos Estados Unidos ou à ex-União Soviética.
IV. Em países do Terceiro Mundo, guerras, violações dos direitos humanos através de torturas e mortes, além do cerceamento de liberdades, foram justificadas em nome da democracia e do combate ao comunismo.

Estão corretas APENAS as proposições:

a) II e IV
b) I, III e IV
c) II, III e IV
d) I e III
e) I, II e IV









 

Geopolítica                                           Colégio Estadual Wolff Klabin – Telêmaco Borba-Pr
AULA 3
A Contracultura: “faça amor, não faça a guerra”
 



“EU DEVIA ESTAR CONTENTE ...”
Vimos que nos anos 60 houve uma grande efervescência de caráter sociocultural que começou a surpreender o rico mundo capitalista. Um exemplo desta manifestação foram os Hippies, em sua maioria jovens de classe media que faziam oposição aos valores morais dominantes nas sociedades ocidentais.
·          Como era mesmo o lema destes jovens?
·          O que eles criticavam e o que eles defendiam?
·          Como era o seu modo de vida?

Contracultura, assim era como chamavam este e outros movimentos (hippies, beatniks, movimento negro, movimento estudantil) de contestação da realidade na época. Com a disputa ideológica entre Capitalismo e Socialismo a juventude ,nos países de democracia liberal, mantinham uma postura critica, politizada, criticando o capitalismo, discordando da política imperialista dos EUA e de alguns países europeus, condenando o militarismo e em especial a Guerra do Vietnã. Expressavam sua rebeldia em seu modo de vida, ao som do Rock, cabelos comprido e soltos, roupas largas etc. A rebeldia somando ao sentimento de angustia, euforia, frustração que acabou, como podemos perceber, transparecendo em diversas criações da musica. O Rock’n roll, por exemplo, protestavam conta as guerras, e clamava por mudança e transformação. Essa rebeldia juvenil criticava tanto o sistema Capitalista como o Socialista. No Brasil percebemos essa postura no estilo do saudoso “maluco beleza”, o baiano Raul Seixas por exemplo.  



FAZENDO A GUERRA

Análise a charge abaixo.
 – Quem são estes indivíduos?
- O que estão fazendo?


Estados Unidos e União Soviética, as duas superpotências buscando manter o equilíbrio bélico e a paridade nuclear mantinham a acirrada corrida armamentista; nenhum lada admitia fica em posição de inferioridade. Esse estado de guerra garantiu a paz durante esses período porque o conflito bélico direto levaria a mutua destruição. Imperou por isso uma “Paz Armada”. As armas eram construídas não para serem utilizadas, especialmente os letais mísseis nucleares, mas para servirem de instrumentos de dissuasão. Diante do potencial destrutivo das armas nucleares e da catástrofe que ocorreria no caso de uma nova guerra mundial e também devido as pressões da opinião publica os governos de EUA e URSS fizeram acordos estabelecendo limites à corrida armamentista. Em 1968 assinam o Tratado de Não Proliferação Nuclear.


Fonte: jchistory.webnode.pt ; acesso em 10/04/12.
A mesma tensão gerada pela queda de braço entre capitalistas e comunistas também impulsionava a ciência e a tecnologia de um modo jamais visto. Ricardo de Moura Faria, citado por Lopes e Silva aponta o computador, a internet, os relógios digitais, as imagens via satélite e até a viagem do homem a lua como produtos da Guerra Fria. Sem ameaça do bloco adversário, o desenvolvimento de satélites e foguetes se daria em um ritmo muito mais lento (LOPES E SILVA, 2011, p. 26) 

·          Faça uma pesquisa na internet e descubra outros exemplos de produtos da Guerra Fria. 

Os recursos tecnológicos disponíveis atualmente trazem inúmeros benefícios proporcionados pelos investimentos massivos em pesquisa e tecnologia, porem no contexto do mundo bipolar, seu desenvolvimento visava a ampliação do poderio bélico.  





 


ATIVIDADES.
1-  Explique resumidamente o que foi o conflito Leste X oeste ou Guerra Fria.  

2- Como você explicaria o emprego do termo “paz armada” no contexto do pós-guerra?

3- De que modo as tensões da Guerra Fria atingiram a vida das pessoas pelo mundo?

4- O que foi a Contracultura?

5- Contextualize o desenvolvimento tecnológico no contexto da guerra fria.

6- A Guerra Fria provocou a bipolarização ideológica da civilização durante boa parte do século XX. Apesar da influência maior concentrar-se no campo ideológico, outras áreas como o esporte e a aeroespacial sofreram interferência da Guerra Fria e serviram de cenário para as superpotências destilarem suas vaidades diante do mundo. Contudo foi no campo político e militar que indiretamente EUA e URSS confrontaram-se perigosamente em diversos momentos. Assinale a única alternativa que corresponde a seqüência correta relacionada aos conflitos indiretos entre EUA e URSS.

(   )Revolução Cubana (   )Golpe Militar de 64 no Brasil (   )Guerra do Vietnã (   )Guerra do Golfo   (   )Guerra da Coréia.
                                                                                                               em 1991
a) VVVVF.         b)VFVFV.          c) VVVVV.           d)FFFFV.          e)VVVFV.

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
VESTIBULAR



1. (Cesgranrio) A URSS transformou-se, após 1945, numa das potências mundiais, tanto no campo econômico como técnico. Um dos melhores exemplos dessa transformação é o:
a) desenvolvimento da política espacial, representada pela 1º viagem em torno da Terra por Gagarin.
b) desenvolvimento da indústria cinematográfica e das teorias em torno da fusão nuclear.
c) desenvolvimento da indústria automobilística e o incremento do sistema industrial privado.
d) crescimento do mercado interno, com o desenvolvimento de novas técnicas de cultivo agrícola e aumento de salários.
e) crescimento da produção agrícola em função do fim da intervenção do Estado no setor e de técnicas administrativas    americanas.

2. (FGV) “Os 45 anos que vão do lançamento das bombas atômicas até o fim da União Soviética, não foram um período homogêneo único na história do mundo. (...) dividem-se em duas metades, tendo como divisor de águas o início da década de 70. Apesar disso, a história deste período foi reunida sob um padrão único pela situação internacional peculiar que o dominou até a queda da URSS”.     
(HOBSBAWM, Eric J. Era dos Extremos. São Paulo: Cia das Letras,1996)

O período citado no texto e conhecido por “Guerra Fria” pode ser definido como aquele momento histórico em que houve
a) corrida armamentista entre as potências imperialistas européias ocasionando a Primeira Guerra Mundial.
b) domínio dos países socialistas do Sul do globo pelos países capitalistas do Norte.
c) choque ideológico entre a Alemanha Nazista / União Soviética Stalinista, durante os anos 30.
d) disputa pela supremacia da economia mundial entre o Ocidente e as potências orientais, como a China e o Japão.
e) constante confronto das duas superpotências que emergiram da Segunda Guerra Mundial.



3.   (FGV-RJ) Em 20 de julho de 1969, o mundo acompanhou maravilhado o desembarque dos astronautas da missão Apollo 11 em solo lunar. No dia seguinte, o jornal New York Times abordaria o evento de um ponto de vista exterior à humanidade, estampando poesia na primeira página: “Homens andam na Lua”. Algumas linhas abaixo, o jornal trazia a celebre frase pronunciada por Neil Armstrong ao pisar em solo lunar: “Um pequeno passo para um homem, um gigantesco salto para a humanidade”.

Considerando o contexto mundial na década de 1960 e a chegada do homem à Lua, podemos considerar:

(I) A conquista da Lua e os consequentes avanços tecnológicos frutos dessa realização só podem ser compreendidos no contexto da Guerra Fria, período em que duas superpotências (EUA e URSS) lutavam pela hegemonia política e militar do mundo.
(II) Na verdade, a URSS não representou uma ameaça à hegemonia norte-americana durante a corrida espacial, uma vez que, nesse período, os soviéticos desenvolveram, em parceria com os EUA, as estações espaciais para pesquisa científica na órbita da Terra.
(III) Decididos a superar os soviéticos, os EUA criaram a NASA - Agência Espacial norte-americana
– e cumpriram o desafio proposto pelo então presidente John F. Kennedy, de levar um astronauta até a Lua e trazê-lo de volta, em segurança.
(IV) Com o fim da Guerra Fria, os EUA e a URSS perderam interesse pela corrida espacial e passaram a priorizar a luta contra o terrorismo, principalmente após a invasão do Iraque e do Afeganistão e os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001.
(V) A corrida espacial teve início com o lançamento do Sputnik - primeiro satélite artificial da Terra – pela URSS, que, anos depois, mandou para o espaço o cosmonauta Yuri Gagárin, pioneiro das missões tripuladas.
a) I e II estão corretas.
b) II e IV estão corretas.
c) II, III e V estão corretas.
d) I, III e V estão corretas.
e) Todas as afirmações estão corretas.


 

Geopolítica                                           Colégio Estadual Wolff Klabin – Telêmaco Borba-Pr
AULA 4
O Final do embate Leste X Oeste
 



A Canção Do Senhor Da Guerra

Legião Urbana

Renato Russo (1986)



Existe alguém
Esperando por você
Que vai comprar
A sua juventude
E convencê-lo a vencer...
Mais uma guerra sem razão
Já são tantas as crianças
Com armas na mão
Mas explicam novamente
Que a guerra gera empregos
Aumenta a produção...
Uma guerra sempre avança
A tecnologia
Mesmo sendo guerra santa
Quente, morna ou fria
Prá que exportar comida?
Se as armas dão mais lucros
Na exportação...



Existe alguém
Que está contando com você
Prá lutar em seu lugar
Já que nessa guerra
Não é ele quem vai morrer...
E quando longe de casa
Ferido e com frio
O inimigo você espera
Ele estará com outros velhos
Inventando
Novos jogos de guerra...
Que belíssimas cenas
De destruição
Não teremos mais problemas
Com a superpopulação...
Veja que uniforme lindo
Fizemos prá você
Lembre-se sempre
Que Deus está
Do lado de quem vai vencer...
O senhor da guerra
Não gosta de crianças..
(6X)


Fonte: pt.dreamstime.com , acesso em 10/04/12
1 – Quais são os argumentos para a ocorrência de guerra citados na música?
2 – Quais as conseqüências indiretas da guerra?





A Segunda Guerra Mundial teve dois vencedores (EUA e URSS), porem era nítida a diferença econômica entre os dois países. Não só em razão do sistema econômico adotado por cada um, mas porque os EUA tinham vencido a Guerra sem ter sofrido um ataque se que ao seu território, fato que manteve intacta a suas industrias, ou seja, não gerou perdas econômicas. Conclusão, os EUA foram o maior vencedor. O estado de guerra que seguiu nos quarenta anos desde o desfecho de 1945, com as disputas no campo econômico e militar pareciam estar se encaminhando para o mesmo final; a vitória norteamericana.
 
Fonte: fazendohistorianova.bosgspot.com , acesso em 10/04/12 fazendohistorianova.blogspot.com fazendohistorianova.blogspot.com


fazendohistorianova.blogspot.com


A URSS já vinha dando sinais de que não tinha condições de brigar pela hegemonia mundial desde os finais da década de 1970. O país não conseguia acompanhar o rápido desenvolvimento tecnológico do mundo capitalista. situação que se agravou em uma profunda crise político-econômica nos anos 80. Várias foram as razões que influíram no colapso do comunismo europeu, tais como: a falta de dinamismo da economia planificada socialista (poucos investimentos em industrias de bens de consumo, baixa produtividade agrícola); o agravamento das lutas no interior do Partido Comunista; a intensificação das lutas sociais por maior liberdade política. Contudo, o principal problema dos soviéticos parecia advir  mesmo dos altos investimentos destinados à industria armamentista. Tais despesas somadas com péssimos colheitas levaram a uma caótica situação de escassez de diversos produtos alimentícios e ao descontentamento geral da população.
Em 1985 sobe ao poder na URSS Mikhail Gorbatchev, que teve a difícil tarefa de recuperar a economia que estava seriamente comprometida devido as quatro décadas de disputas com o Ocidente capitalista na Guerra Fria. Para enfrentar esses desafios , Gorbatchev implantou as reformas conhecidas com perestroika (reestruturação econômica) e glasnost (abertura política). Estas reformas permitiram a entrada de capital estrangeiro na economia e a diminuição do controle burocrático político nas republicas que compunham a URSS, ou seja, foram responsáveis pelo desmantelamento do URSS, fato que veio a ocorrem em 1991.



A GUERRA FRIA CHEGA AO FIM
Durante os 40 anos da Guerra Fria o Muro de Berlin foi o símbolo máximo do sistema mundial bipolar. A queda do “muro da vergonha” como era chamado em 1989 unificou a população alemã anunciou o fim do conflito Leste X Oeste.
O colapso do comunismo assinalou o início de uma nova ordem mundial, marcado pela presença de uma única superpotência – os Estados Unidos da América -, pela multipolaridade econômica, pelo acirramento dos conflitos nacionalistas e pela formação de blocos econômicos regionais, dos quais se destaca a Europa Unificada.

 


Fonte: mundoeducacao.com.br, acesso 10/04/12.
 

ATIVIDADES.
1. Como estava a economia soviética no final da década de 1970?





2. Explique em que consistiam a perestroika e a glasnost, implantadas pelo governo de  Mikhail Gorbatchev.
3. O que representou a queda do muro de Berlim?
4. De que maneira o fim da guerra fria se refletiu na ordem internacional.

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
VESTIBULAR
1.(UEPB) Observe com atenção o mapa da Europa



 Nele está representado (a):

a) a nova ordem mundial, multipolar, que não tem apenas os Estados nacionais como agentes organizadores do cenário nacional, mas também as grandes corporações multinacionais.
b) o mundo bipolar da Guerra Fria, que se delineou logo após a Segunda Guerra Mundial e perdurou até 1989 com a queda do muro de Berlim, o que simbolizou o fim da divisão leste/oeste entre as duas potências militares.
c) a nova divisão internacional do trabalho, na qual os países do leste europeu deixam de comercializar prioritariamente com a Rússia e ampliam suas exportações com a Europa Ocidental.
d) a regionalização do mundo entre países ricos representados pelo Norte industrializado e os países pobres como sinônimos de Sul subdesenvolvido.
e) a União Europeia, que teve início em 1951 com a Comunidade Europeia do Carvão e do Aço, da qual faziam parte seis países, e entrou oficialmente em vigor em 1992 com doze países membros.



2. PUCMG-adap) O processo de exumação da área de influência do comunismo no mundo europeu teve como começo a reunificação das duas Alemanhas. Entre os diversos fatores que contribuiu para avançar esse processo, é CORRETO indicar:
a) a intensificação da Guerra Fria na Ásia.
b) Glasnost e Perestroika na União Soviética.
c) o fim do Apartheid e a influência da Igreja Católica.
d) o aumento das ações terroristas no mundo.





Referências
BARBOSA, Alexandre de Freitas. O Mundo Globalizado, política, sociedade e economia. Contexto, São Paulo 2008.

FERREIRA, Ângela Ribeiro. Oficina de História VI. Editora UEPG/UAB, Ponta Grossa 2011.

HOBSBAWM, Eric. Era dos Extremos, o breve século XX. Companhia das Letras, 2º Ed. São Paulo, 2010.

MONTEIRO, Ana Maria F. Professores: entre saberes e práticas. Revista: Educação e Sociedade, ano XXII, nº 74, abril/2011.

VESENTINI, José Willian. Novas Geopolíticas. Contexto, São Paulo 2007.

LOPES, Itamar Cardozo. SILVA, José Aparício. História Contemporânea III. Ponta Grossa. UEPG/UAB, 2011.